quinta-feira, 3 de outubro de 2013


A asa e a pena

Na leveza da pena,
Repousa o saber das asas
Se não te controla, então quem?
Asas te desejo para voar
Em suas penas me acalmar, de paz
Segredo morto, acordem!
Voamos juntos.

(D.Seabra)

Nenhum comentário:

Postar um comentário